Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
JONATHAN SALDANHA - O Poço - FESTIVAL DDD

JONATHAN SALDANHA - O Poço - FESTIVAL DDD

Teatro & Arte | Performance

Teatro Municipal Rivoli

Grande Auditório
Classificação Etária
Maiores de 12 anos
Bilhete Pago
A partir dos 3 anos
2017
mai
12
a
2017
mai
13
Realizado

Duração

50 minutos

Promotor

Câmara Municipal do Porto

Breve Introdução

JONATHAN SALDANHA
O Poço
Estreia / Coprodução Teatro Municipal do Porto
No âmbito do Festival DDD Dias da Dança 2017


Máquina vertical de exumação acústica. Uma caixa negra que opera um ensaio sobre gravidade, gesto e opacidade, onde os vestígios de presenças, linguagem e ações sustentam uma paisagem intangível. O ímpeto pré-linguístico da voz e a cristalização da ação alimentam um sistema feito da ruína de nexos, a vertigem surge como única mediadora desta mecanismo de ressonância em permanente movimento. Motores iridescentes, queda livre, cintilância e vapor numa câmara de eco.

Ficha Artística

Direção Artística, Música, Dramaturgia, Encenação e Cenografia:
Jonathan Uliel Saldanha
Dramaturgia e Encenação: Catarina Miranda
Dramaturgia e Arquitetura: Godofredo Pereira
Dramaturgia e Computação: Diogo Tudela
Desenho de Luz: José Álvaro
Assistente de Iluminação: Renato Marinho
Tratamento e Espacialização de Som: Eduardo Magalhães
Tratamento e Espacialização de Som: Luís Ali
Processamento de Som: Frederic Alstadt
Produção Executiva: Mauro Rodrigues
Produção Administrativa: Mafalda Soares
Emissores de Voz: Ece Canli, Catarina Miranda, João Carrapa, Outra Voz.
Emissores de Gesto: Nuno Pinto, Igor Bisser, GMCS - Grupo, Matéria, Cristalização e Stasis, Poço Da Morte
Produção: SOOPA/OOPSA
Coprodução: Teatro Municipal do Porto
Apoio: GDA, DGArtes, CACE Cultural

Notas Suplementares

Este espectáculo desenrola-se no palco do Grande Auditório Manoel de Oliveira, do Teatro Rivoli.
O público assiste de pé, a partir das varandas técnicas do palco, não existindo lugares sentados.
O espectáculo não é aconselhável a pessoas que sofram de síndroma vertiginoso, claustrofobia, mobilidade reduzida, assim como a pessoas com epilepsia fotossensível, por se utilizarem luzes do tipo strob.
Antes de aceder às varandas, por questões de segurança, os espectadores terão necessariamente de depositar os seus pertences (sacos, carteiras, mochilas, guarda-chuvas, telemóveis,) no bengaleiro.
É aconselhável o uso de calçado confortável.

Pontos de Referência

Praça D. João I

-
Partilhar
ASSINATURA 6

Serviços Adicionais

Veja ainda:

As Ruas do “Bairro Hollywood” do Porto - A Construção da Cidade

Formação & Educação | Diversos

Dir. Municipal da Cultura

Percursos Culturais

Obras de arte na zona ribeirinha

Formação & Educação | Diversos

Dir. Municipal da Cultura

Percursos Culturais